Tag: Congonhas

Exibindo posts: Mais recentes Mais lidas
| Publicado 26/02/2022 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

Atingidos de Congonhas (MG) que vivem em área de risco cobram medidas do poder público em assembleia

Mais de cinco mil pessoas moram no nível abaixo da barragem da mineradora CSN, que armazena quase 50 milhões de metros cúbicos de rejeito de mineração

| Publicado 23/02/2022 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Sirene de barragem da CSN em Congonhas (MG) toca acidentalmente e apavora atingidos

Para o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), toque equivocado de sirene durante manutenção da estrutura mostra o descaso da CSN com os atingidos

| Publicado 12/01/2022

Opinião | ‘Apagar fogo’ com o fósforo na mão

Por que os rios transbordam em MG? A pergunta parece desnecessária e, a resposta, obvia. Mas não é!

| Publicado 09/01/2022 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Atingidos de Congonhas (MG) sofrem com alagamentos, risco de rompimento de barragem e desinformação

Diante de cenário de chuvas intensas, população sofre com medo de rompimento de barragem da CSN. Inundações deixaram centenas de pessoas desabrigadas

| Publicado 25/11/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Em decisão histórica, Justiça obriga CSN a pagar aluguel para famílias que vivem em área de risco em Congonhas (MG)

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJMG) determinou que a Companhia Siderúrgica Nacional (CSN) pague aluguel a moradores vizinhos à Barragem Casa de Pedra, para que eles possam sair do local devido ao risco de rompimento

| Publicado 17/08/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Município de Congonhas registra tremores de terra e atingidos por barragem Casa de Pedra entram em alerta

Moradores estão em estado de alerta por medo de rompimento de barragem da CSN Mineração que é uma das maiores em área urbana do mundo

| Publicado 29/04/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens - Minas Gerais

Trabalhadores protestam contra falta de medidas de segurança na prevenção da Covid na CSN, em Congonhas (MG)

Ato foi motivado pela morte de uma funcionária da mineradora, que trabalhou infectada; empresa não realiza testes

1 2