Atingidos plantam mudas na bacia do Vale do Jequitinhonha e Rio Pardo em comemoração a Semana das Águas

Ato simbólico reforça comemoração aos 30 anos do movimento e pelo Dia Mundial da Água

Foto: MAB/MG

Em comemoração da Semana das Águas dos atingidos por barragens na bacia do Vale do Jequitinhonha e Rio Pardo, foi realizada de forma simbólica o plantio de mudas nos municípios de Almenara, Padre Carvalho, Araçuaí, Indaiabira e na barragem do Setúbal. A ação foi realizada nos dias 16 e 17 de março e celebrou também os 30 anos de luta do MAB.

Diante de todas as condições difíceis que enfrentamos no atual cenário, a esperança é um imperativo, assim como a resistência. E nada melhor para dar materialidade a essa esperança do que plantar árvores, na avaliação do movimento.

O ato reforçou as pautas exigidas pelos atingidos. Em Padre Carvalho, a mensagem de luta foi pela demarcação do território tradicional geraizeiro, sem eucalipto e mineração. As comunidades afirmam que não querem a Mineradora Sul Americana de Metais (SAM) em seu território. Os atingidos aproveitaram para cobrar do governo estadual a recategorização do Parque Estadual de Grão Mogol cuja área de abrangência está sobreposta ao território geraizeiro.

 Em Araçuaí, a reivindicação foi ao governo de Minas Gerais pelo acesso à água para famílias que moram a margem do rio Setúbal e para as comunidades nas proximidades da barragem do Calhauzinho e que não possuem o acesso.

Almenara trouxe pautas ao acesso a água pelos moradores, além da escassez hídrica, os governantes não asseguram o direito à água pelas famílias.

Em Indaiabira, além de reivindicações, a população comemora a recuperação da nascente Olhos D`água que voltou a minar água assim que o eucalipto foi retirado da região.

Foto: MAB/MG

O MAB cobra a reparação dos impactos gerados pela Usina Hidrelétrica de Irapé, além da retomada do projeto Veredas Sol e Lares, conquista dos atingidos junto à CEMIG e que, atualmente, se encontra em sérias dificuldades de execução devido às decisões tomadas pela companhia.

Além de todas essas pautas, o movimento reafirma a palavra de ordem: VACINA PARA TODOS e FORA BOLSONARO e nossa solidariedade a todos os atingidos por barragens e pelas vítimas da covid-19.

O MAB agradece o Instituto Federal do Norte de Minas Gerais – Campus Salinas e Campus Araçuaí, e ao Viveiro Salinense pela doação de um total de 130 de mudas de diferentes espécies. E aos demais parceiros que contribuíram com este ato simbólico.

Plantar é uma metáfora sobre esperança, é um ato de fé. A resistência já preparou o solo. A luta o tornou fértil, A esperança tornou a semeá-lo. E que, juntos, esses três elementos permitam as comunidades a ver crescer a árvore da vida.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 21/01/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Atingidos manifestam contra o descaso da CEMIG no Projeto Veredas Sol e Lares, Vale do Jequitinhonha

CEMIG pausou o projeto do Veredas Sol e Lares e não mantém atingidos informados sobre a continuação da construção da usina

| Publicado 27/06/2020

Usina solar, em MG, terá retorno das obras pós pandemia

Conquista dos atingidos vai gerar benefícios para 1200 famílias do norte de Minas Gerais

| Publicado 17/03/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Na semana de aniversário, MAB organiza reuniões com Defensoria Pública e Procuradoria Federal dos Direitos do Cidadão

Movimento celebra parceria com entidades e traz as pautas emergenciais sobre as condições de vida do povo na pandemia