Moradores de Conselheiro Lafaiete (MG) reivindicam acesso a serviços básicos

Moradores do bairro Topázio sofrem com a falta de acesso ao saneamento básico, água, energia elétrica e calçamento nas ruas

Moradores se reúnem para debater os problemas e fortalecer a luta popular.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) esteve com os moradores do bairro Topázio, em Conselheiro Lafaiete (MG), em reunião no último sábado (25) para lutar por melhorias. A região está em situação de abandono. A rua que dá acesso ao bairro não tem iluminação pública e as pedras estão soltas na única parte que possui calçamento. Nas outras ruas, todas de terra, existem muitos buracos provocadas pelo tempo e pela falta de rede pluvial. 

Os moradores também reclamam da constante falta de água e de rede de esgoto na maioria das casas. As vias não possuem postes públicos e a iluminação das ruas com casas é precária, comprometendo a segurança na região. 

A água da chuva não tem estrutura adequada para escoar e está causando erosões nas ruas, colocando os moradores em risco de acidentes.

Para Nayara Mara, moradora do bairro e militante no Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), Topázio “não tem as condições mínimas exigidas por lei para moradia, higiene, saúde, transporte e segurança pública” afirma. De acordo com Nayara, o bairro foi aprovado pelo Município através do Decreto Nº 18 de 21/06/1982, e que em janeiro de 2015 foi instaurado inquérito para apurar denúncias de irregularidade na infra-estrutura do bairro Topázio.  

Algumas casas começaram a receber rede de esgoto em abril deste ano, porém, com o período de pandemia, o serviço que já chegava com lentidão está ainda mais atrasado, obrigando os moradores a continuar o uso das fossas que podem contaminar o solo.

A rede de água e esgoto foi parcialmente construída, mas não foi realizado calçamento nas ruas, deixando as caixas de passagem expostas.

Calçamento

Após reclamações de moradores, a prefeitura foi até o bairro e comunicou o início das obras para melhorar o calçamento das ruas. Porém, o caminhão que seria utilizado para cobrir os buracos quebrou e o trabalho não foi finalizado. Agora os moradores convivem com a terra da rua solta, até o retorno da prefeitura.

Em conjunto com a Frente Brasil Popular, o MAB está com os moradores na organização da Pauta Municipal Unitária em Conselheiro Lafaiete/MG e convida as organizações populares para reunião virtual que acontecerá na próxima quarta-feira, dia 05 de agosto, às 18h, para somar na luta do povo por direitos básicos. 

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 27/07/2020 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Organização popular em defesa das águas em Congonhas/MG

Comunidade se organiza contra ameaça das mineradoras aos mananciais

| Publicado 30/07/2020 por João Paulo / Coletivo de Comunicação MAB

Atingidos reúnem mais de 30mil assinaturas pela manutenção do AFE no rio Doce

Abaixo-assinado foi protocolado hoje (30) pela atingida Joselita Maria, de Colatina/ES, durante reunião do Comitê Interfederativo

| Publicado 01/08/2020 por Plataforma Operária e Camponesa da Água e Energia

Governo tenta impedir prorrogação da MP que isenta famílias pobres da tarifa de energia na pandemia

Governo faz pressão para MP 950, que trata da isenção da tarifa de energia para a população de baixa renda, não continuar vigente