Inauguração do Reassentamento Rural Coletivo Nossa Senhora das Graças, em Curitibanos, SC: uma conquista das famílias atingidas pela Usina Hidrelétrica de São Roque

Conquista marca nove anos de luta de atingidos por hidrelétrica São Roque e reforça importância da luta coletiva

No último sábado, dia 7 de maio, foi inaugurado o Reassentamento Rural Coletivo Nossa Senhora das Graças, em Curitibanos, Santa Catarina. Essa é uma conquista de nove anos de organização e luta das famílias atingidas pela Usina Hidrelétrica de São Roque. 

“Muita luta, muita organização dos atingidos foi feita para conquistar os seus direitos, seja reassentamento ou indenização”, destacou Pedro Melchiors, membro da Coordenação Nacional do MAB.

Foram 12 famílias reassentadas, que após anos com seus direitos negados, podem agora reconstruir suas vidas e sua comunidade. O ato de inauguração foi um exemplo disso, as famílias comemoraram esta vitória ao lado de todos aqueles e aquelas que estiveram presentes nesta caminhada.

“Conseguimos nossa conquista, graças a Deus estamos aqui, sempre lutamos por nossos direitos, e vamos continuar na luta”, diz Marisa Prado, atingida pela barragem e reassentada. “Estamos muito felizes com a conquista do nosso reassentamento”, disse Neiva Machado também atingida e reassentada.

Dom Guilherme, bispo da Diocese de Lages, celebrou o ato de inauguração do reassentamento. Também estiveram presentes trabalhadores eletricitários, da Plataforma Operária e Camponesa da Água e da Energia; movimentos da Via campesina, como MST, MPA e MMC e outros movimentos sociais e entidades locais e regionais, além do deputado estatual Padre Pedro Baldissera (PT-SC).

“Estamos aqui comprometidos com a luta, em defesa dos atingidos e atingidas. Assim sempre o fizemos em nossa caminhada”, declarou o Deputado Padre Pedro. Ele também ressaltou que “expropriar estas famílias desta região, é tirar a possibilidade da qualidade de vida e de dignidade, porque é ali, onde escolheram e se identificaram ao longo de toda a sua história e caminhada”.

Conteúdos relacionados
| Publicado 22/10/2021 por Coletivo de Comunicação MAB SC

Famílias atingidas pela UHE São Roque conquistam reassentamento rural coletivo em Santa Catarina

Conquista é resultado de anos de luta do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) por reparação justa e direito à terra

| Publicado 10/05/2022 por Coletivo de Comunicação MAB MA

Política Estadual de Direitos das Populações Atingidas por Barragens é sancionada no Maranhão

Após anos de lutas dos atingidos, estado ganha um marco regulatório para coibir a violação de direitos humanos praticada sistematicamente por grandes empreendimentos

| Publicado 19/11/2021 por Coletivo de Comunicação do MAB RS

Prefeitura de Porto Alegre inicia realocação de atingidos pela barragem Lomba do Sabão e MAB cobra garantia de direitos

Moradores vivem em área considerada de de risco, devido à possibilidade rompimento da barragem que foi abandonada pela Prefeitura