Vale gás beneficiará famílias de baixa renda no país, mas subsídio é insuficiente

Famílias beneficiadas terão direito, a cada bimestre, a um valor correspondente a uma parcela de 50% da média do preço nacional. Ainda com o subsídio, porém, o preço do gás segue incompatível com a renda dos brasileiros

Foto: Pedro Ventura / Agência Brasília

Após muita luta do MAB e outros movimentos populares, começa a ser implementada a lei que criou um “vale-gás” para famílias de baixa renda no país. O benefício que tem previsão de duração de cinco anos foi instituído a partir do projeto de Lei (PL 1.374/2021) de autoria do deputado Carlos Zarattini (PT-SP). A partir dele, cada família elegível vai receber, a cada dois meses, um valor correspondente a, no mínimo, 50% da média do preço nacional de referência do botijão de 13 quilos. O auxílio será concedido preferencialmente às famílias com mulheres vítimas de violência doméstica sob monitoramento de medidas protetivas de urgência.

De acordo com Francisco Kelvim, coordenador do MAB, porém, apesar de ser considerada uma conquista a partir da luta dos movimentos populares, o auxilio gás no valor de R$52 é insuficiente diante da atual situação de precariedade das famílias de baixa renda no país. “Esse valor é maior, inclusive, que o custo de produção do gás, que não chega a R$ 40. O preço, portanto, continua sendo injusto com o povo e continuará sendo, enquanto a Petrobras seguir adotando os preços de paridade de importação (PPI) e fechando suas refinarias”, reforça o coordenador.

Ainda segundo Kelvim, o PPI, que submete os valores às oscilações do barril de petróleo no mercado internacional, o preço do dólar e a politica de desindustrialização adotada pelo atual governo são os verdadeiros causadores dos aumentos dos combustíveis e do gás. “Se o governo estivesse interessado em baratear esse item básico para a população, acabaria com essa política que só serve para garantir mais lucros e dividendos aos acionistas estrangeiros”, conclui.

*Com informações da Agência Senado



Conteúdos relacionados
| Publicado 06/12/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MA

Seminário reúne atingidos pela Vale e outros grandes empreendimentos em São Luís (MA)

Atingidos e representantes de diferentes organizações sociais discutiram sobre violação de direitos cometidas por empresas como a Vale, Eneva, Alumar, Votorantim e outros empreendimentos que atuam no Maranhão

| Publicado 23/12/2021 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

Nesse mês de dezembro, MAB realiza ações de solidariedade em todo o país

Ações de solidariedade organizadas pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) beneficiam milhares de famílias em situação de insegurança alimentar em diferentes estados; mais de 500 toneladas de alimentos já foram doados

| Publicado 29/11/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MA

MAB realiza I Encontro dos Atingidos de Aurizona (MA) para fazer balanço das ações realizadas

O Encontro, que contou com participação de diversas organizações parceiras, também tinha o objetivo de fortalecer a organização popular local a partir da experiência de atingidos de outras regiões do Brasil e da América Latina