MAB instala placas solares para aquecimento de água em Porto Alegre (RS)

A tecnologia vai promover um desconto de 30% na tarifa de energia dos beneficiados no bairro Lomba do Pinheiro

Crédito: Comunicação do Levante Popular da Juventude RS
Crédito: Comunicação do Levante Popular da Juventude RS

Nos dias 27, 28 e 29 de agosto foram realizadas 4 oficinas de instalação de placas solares de aquecimento de água no bairro Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre. As famílias beneficiadas integram os grupos de atingidos por barragens apoiados pelo MAB no estado. A conquista é fruto da luta e organização destes atingidos e contemplou mulheres residentes no bairro Lomba do Pinheiro, nas vilas Santa Helena, Santo Antônio, Esmeralda, Herdeiros e Parada 10.

A Placa Solar do Sistema ASBC (Aquecedores Solares de Baixo Custo) é uma tecnologia alternativa que promove cerca de 30% de desconto mensal na conta de luz, por conta do aquecimento da água através da radiação solar, sem uso de energia elétrica durante o processo.

Nas oficinas, além do acompanhamento da instalação das placas, foram realizadas rodas de conversa com os presentes, tratando dos temas da soberania e crise do modelo energético brasileiro, os constantes aumentos na tarifa de energia e a privatização do setor elétrico – com destaque para os casos da Companhia Estadual de Energia Elétrica (CEEE) e da Eletrobras.

Além disso, foi discutida a necessidade de criação de políticas públicas que possibilitem o acesso a tecnologias energéticas alternativas para o povo brasileiro, que atualmente paga a 2º tarifa de energia mais cara do mundo.

Geisa Soares Farias, moradora da Vila Esmeralda, afirmou que o desconto vai fazer muita diferença no orçamento da sua família. “Moramos na comunidade, trabalhamos por um salário mínimo e a tarifa da luz é um absurdo. Seria legal se toda a comunidade pudesse ter e estou bem contente por estar sendo contemplada com a placa. Minha felicidade é imensa e agradeço ao MAB por isso”, destacou.

Já Isabel Klein, moradora da Vila Santo Antônio, reforçou o caráter coletivo da conquista do projeto: “mais uma vez o MAB mostrando que é possível quando se tem luta, organização e vontade. […] Que os nossos gestores possam pegar isso como exemplo para que outras pessoas possam se beneficiar. Isso não é uma despesa, é um investimento.”



As oficinas contaram com a presença das coordenações estadual e municipal do MAB, atingidos(as), moradores do bairro, parlamentares e organizações parceiras, incluindo os vereadores de Poro Alegre, Jonas Reis (PT), Laura Sito (PT), Matheus Gomes (PSOL), Karen Santos (PSOL), Ailton Croda, assessor do deputado federal Dionilso Marcon (PT), Rodrigo Schley, da Setorial de Energia do PT-RS, além de militantes do Levante Popular da Juventude e representantes do Sindipetro/RS.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 30/08/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Quatro fatores que tornam a tarifa de energia brasileira a segunda mais cara do mundo

Diante de um cenário inflacionário que parece descontrolado, Aneel deve anunciar novos aumentos na tarifa nos próximos dias

| Publicado 01/06/2021 por Roberta Quintino / Campanha Salve Energia

Plenária contra a privatização da Eletrobras mobiliza parlamentares e mais de 800 participantes

Durante a plenária foram discutidas diretrizes da mobilização contra a privatização da Eletrobras, que será votada no Senado em breve. Para deputados, senadores e outras lideranças que participaram do encontro, a Medida Provisória 1.031/21, aprovada na Câmara dos Deputados, promove o desmonte do setor elétrico brasileiro

| Publicado 03/09/2021 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

Plenária da POCAE discute cenário de crise no setor energético brasileiro

Plataforma Operária e Camponesa da Água e Energia (POCAE) convidou diferentes entidades e movimentos populares para analisar as causas e os impactos dos aumento dos preços da energia e dos combustíveis na vida dos brasileiros