Carta ao Movimento dos Atingidos por Barragens

Carta de coordenadora de Clima e Justiça do Greenpeace ao MAB exalta 30 anos de luta e resistência do Movimento

Foto: Joka Madruga/MAB

Foi na lama deixada pela Vale S.A em Bento Rodrigues (distrito de Mariana – MG), que me aproximei numa amizade gostosa e duradoura do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB). No trabalho conjunto, tive o conhecimento de suas histórias, do deslocamento constante de pessoas atingidas e retiradas de seus locais por empresas que pouco entendem de vidas, das perdas irrecuperáveis e da luta que levam no sangue.

O Movimento busca trazer justiça para milhares que perderam suas casas em nome de uma geração de energia que desloca e retira a terra abaixo dos pés. Uma luta constante que nossos governantes insistem em fazer sem fim, com empreendimentos que não respeitam os direitos das populações em seu entorno e que, em não poucas infelizes vezes, desaparece com toda forma de vida. 

Às mulheres atingidas por barragem, envio todo o meu respeito e admiração. Como mulher, aprendo com vocês a ver outras frentes de batalhas e realidades para juntas fazermos nossa luta por equidade em um Brasil ansioso por mudanças. Quando vocês entram, o mundo tem que dar licença para sua força. A sua energia de luta e justiça ilumina o Brasil.

Obrigada pela parceria e inspiração, em meu nome e do Greenpeace. Feliz 30 anos de existência!


* Fabiana Alves é coordenadora de Clima e Justiça do Greenpeace.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 20/08/2021 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

Do sertão do Ceará à Floresta Amazônica: a militância sem fronteiras de Iury Paulino

“O MAB me transformou em um ser político. Foi uma tomada de consciência.” Depois de vivenciar a luta emblemática do Vale do Jaguaribe, no Ceará, Iury quis levar o sonho de justiça social que descobriu no MAB para atingidos de outras partes do Brasil.

| Publicado 27/08/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Em encontro virtual, atingidos da região metropolitana de Belo Horizonte comemoram os 30 anos do MAB

Durante encontro, os participantes celebraram a história do movimento que é a história do povo organizado em luta

| Publicado 16/03/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Com “parabéns virtual”, atingidos e parceiros na bacia do rio Doce comemoram aniversário do MAB com distanciamento social devido à pandemia

Cerca de 80 pessoas das regiões do alto e médio rio Doce, em Minas Gerais, celebraram o 14 de março, data histórica para o movimento, de maneira inédita