Nota de Solidariedade do MAB aos atingidos da Alemanha e Região

Barragem no Oeste da Alemanha se rompeu e milhares de pessoas seguem desaparecidas

Por conviver no Brasil com a mesma dor e perda, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) se solidariza com as famílias que estão sendo atingidas pelas chuvas e pelo recente rompimento da Barragem Rurtalsperre, no oeste da Alemanha. São três países impactados: Alemanha, Bélgica e Holanda. Até o último dia 19, foram contabilizadas 196 vidas perdidas e mais de 1.300 desaparecidas na Alemanha e Bélgica.

Foto: summarizer.co
Foto: summarizer.co

Cada vida vale muito e sabemos que o valor da perda é irreparável. O povo alemão foi e segue sendo muito solidário com os atingidos no Brasil, em especial quando sofremos com os dois crimes ocorridos em Mariana e Brumadinho no estado de Minas Gerais. Ao todo, 292 pessoas foram mortas no rompimento das Barragens do Fundão e Córrego do Feijão, das mineradoras Samarco / Vale / BHP e Vale, respectivamente, que ainda seguem impunes.

As barragens, que historicamente eram consideradas obras seguras em todo o mundo, seguem mostrando suas fragilidades e riscos para os moradores dos territórios onde são construídas.

A exploração do capital internacional nas últimas décadas coloca em risco eminente a relação entre o ser humano e a natureza. Por isso, continuaremos lutando para que o Brasil e todos os países que possuem barragens garantam políticas públicas voltadas para a segurança de suas populações e os direitos dos atingidos.

Nos unimos ao povo alemão nesse momento para exigir o respeito à vida, à natureza e aos direitos humanos em todo o mundo e solicitamos atendimento imediato às demandas dos atingidos por parte dos governos dos países envolvidos. 

Recebam nosso abraço carinhoso, fraterno e solidário.

Águas para a vida, não para a morte!

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 21/07/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Comunicado de solidaridad del MAB a los afectados de Alemania y la región

Represa en el oeste de Alemania se rompió y millares de personas siguen desaparecidas

| Publicado 23/07/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens - Rondônia

NOTA | A privatização causa a terceirização. A terceirização causa a morte e perda de direitos!

Dois trabalhadores são mortos por soterramento durante manutenção das turbinas da Hidrelétrica de Santo Antônio, em Porto Velho (RO). Operários eram funcionários de empresa terceirizada

| Publicado 27/07/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MA

Relatório aponta impactos causados pelas atividades da mineradora Equinox Gold na comunidade de Aurizona, em Godofredo Viana (MA)

Documento do Conselho Estadual de Defesa dos Direitos Humanos do Maranhão revela os prejuízos da atuação da mineradora para a saúde física e mental dos atingidos, além dos impactos socioambientais deixados pelas atividades da MASA Aurizona, de responsabilidade da empresa canadense Equinox Gold