MAB e Sindipetro entregam gás a preço justo à famílias atingidas pela barragem Lomba do Sabão, em POA

Atividade fez parte das ações de solidariedade no Dia do Trabalhador (1) e reforça campanha contra as privatizações

Ação de entrega de gás de cozinha a preço justo em Porto Alegre/RS. Foto: Comunicação MAB/RS

Neste sábado (1), Dia do Trabalhador, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) e o Sindicato dos Petroleiros do Rio Grande do Sul (Sindipetro-RS) realizaram uma ação de entrega de gás de cozinha a preço justo, por R$ 35,00, nas comunidades atingidas pela barragem Lomba do Sabão, no bairro Lomba do Pinheiro, em Porto Alegre. A ação beneficiou 60 famílias organizadas nos grupos do MAB. 

O gás a preço justo mostra que é possível ter gás de cozinha mais barato para a população, caso o governo mude a política de preços do gás e dos combustíveis, que hoje só beneficia os acionistas da Petrobrás e grupos privados.

Durante o encontro organizações e atingidos debateram a importância da prefeitura de Porto Alegre e do governo do estado de efetivarem medidas de acesso ao gás de cozinha. 

Ação de entrega de gás de cozinha a preço justo em Porto Alegre/RS. Foto: Comunicação MAB/RS

Para Thaise Câmara, militante do MAB, essas medidas são extremamente necessárias e possíveis:

“Devido aos altos preços do gás, muitas famílias hoje estão voltando a cozinhar com lenha. Os governos deveriam garantir acesso ao gás de cozinha para todas as famílias de trabalhadores nesta pandemia, com congelamento do preço no valor justo de R$ 35,00 e fornecimento gratuito de um botijão mensalmente a todas as famílias cadastradas no Bolsa Família. Isso é possível e já ocorre em alguns estados do país”, afirma Thaise. 

O MAB e o Sindipetro-RS, desde o início da pandemia, realizam ações de solidariedade com distribuição de gás de cozinha, cestas de alimentos e materiais de limpeza. As duas organizações a nível nacional compõem a Plataforma Operária e Camponesa da Água e Energia (POCAE) que desde o início da crise sanitária da Covid-19 reivindicam medidas de acesso à água, energia e gás de cozinha para que todos os brasileiros tenham dignidade nesta pandemia, e a isenção das contas de água e luz e distribuição gratuita de gás de cozinha para todas as famílias de baixa renda inscritas no Bolsa Família. 

Ação de entrega de gás de cozinha a preço justo em Porto Alegre/RS. Foto: Comunicação MAB/RS

A ação também denunciou a privatização e a saída da Petrobrás do estado, fortaleceu a luta pela urgência na vacinação de toda a população brasileira contra a Covid-19, e cobrou a volta do auxílio emergencial para o valor de R$ 600,00.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 07/07/2021 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

PL que prevê desconto no gás para população de baixa renda deve ser votado nessa semana

Foi aprovado ontem, 07, na Câmara dos Deputados um requerimento de urgência para tramitação do Projeto de Lei batizado de “Desconto Gás”, de autoria do deputado federal Carlos Zarattini (PT-SP)

| Publicado 02/06/2021 por Coletivo de Comunicação MAB RS

Atingidos pela Barragem do Lomba do Sabão se reúnem com prefeito de Porto Alegre (RS)

Embora o risco de rompimento da barragem abandonada pela prefeitura já tenha sido constatado desde 2017, não houve elaboração do plano de segurança obrigatório. Moradores do bairro Lomba do Pinheiro exigem direito à informação, diálogo, reassentamento das famílias que desejam sair da área e construção de alternativas às famílias que não pretendem sair do local.

| Publicado 09/04/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens - Rio Grande do Sul

Em reunião da Câmara de Porto Alegre, prefeitura minimiza riscos da Lomba do Sabão; MAB cobra medidas de segurança

Representante do DEMHAB (Departamento Municipal de Habitação) da prefeitura de Porto Alegre nega risco de rompimento da barragem, mas não apresentou laudo técnico que comprove a afirmação