Nota de solidariedade do MAB ao Acampamento do MST no Quilombo Campo Grande, em MG

Governador Zema havia dito que a ordem de despejo seria suspensa; mas, polícia militar deve retornar ao acampamento nesta quinta-feira (13)

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) se solidariza com os integrantes do Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra (MST) ameaçados pelo despejo do Acampamento Quilombo Campo Grande, na área da antiga sede da Usina Ariadnópolis, na cidade do Campo do Meio, região Sul de Minas Gerais. 

As imagens que circularam hoje com intensa movimentação de carros, helicópteros e drones assombrando homens, mulheres, crianças e idosos é mais uma prova da irresponsabilidade sem limites e da ação genocida do governador Romeu Zema (NOVO). Alinhado às políticas fascistas e neoliberais do governo federal, Zema atua para promover o terror no campo e a escalada da violação de direitos humanos.

Além da covardia que os despejos por si só representam, esta é ainda maior, já que acontece em plena pandemia do coronavírus, que matou mais de 3.700 mineiros, sendo 292 no sul do estado. A exposição e o risco de contaminação dos agricultores é um atentado contra os mais pobres e mais vulneráveis da nossa sociedade. 

Foto: Comunicação MST

A estrutura da operação policial no Quilombo Campo Grande também demonstra os altos gastos com aparatos de repressão, usados para aterrorizar as famílias e despejar a escola do acampamento. O dinheiro poderia estar sendo gastos para salvar vidas e combater a pandemia, negligenciada e ignorada pelo governador que hoje, prefere deixar na rua famílias produtoras agrícolas a combater o vírus que está matando milhares de mineiros. Esta é uma atrocidade irracional do governador Romeu Zema.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) se soma às muitas vozes de apoio e solidariedade que denunciam essa violência. Pressionamos que o governador Romeu Zema, que mentiu sobre a suspensão da ordem de despejo na noite de hoje (12), na sua conta no Twitter, passe a agir como um representante do estado e, de uma vez por todas, ordene o cancelamento dessa ação desumana, autoritária e violenta.

Neste difícil momento da vida brasileira, defender o direito à moradia, o acesso à terra e a educação é fomentar os melhores valores que vão ajudar o Brasil a superar as forças de morte que governam o país. E são estas conquistas e valores que o MST tem construído com amplo apoio solidário e com a força de luta do povo que transformou uma terra roubada e esquecida em um polo de produção de alimentos saudáveis, trabalho, educação e dignidade para centenas de famílias. Estamos juntos nessa luta.

A solidariedade constrói direitos e salva vidas!

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 14/08/2020 por Via Campesina

Nota de repúdio da Via Campesina ao despejo ilegal das famílias sem terra do Quilombo Campo Grande (MG)

Cerca de 450 famílias resistiram a pressão policial por mais de 50 horas; nem o risco por conta da pandemia sensibilizou o governador Romeu Zema (Novo), que interrompeu o diálogo para evitar desocupação

| Publicado 12/08/2020 por Movimento dos Trabalhadores Rurais Sem Terra - MST

Polícia atua com truculência em despejo no Quilombo Campo Grande, acampamento do MST

PM de Minas Gerais realiza despejo de trabalhadores sem terra durante pandemia. Na área, estava em construção um pólo de conhecimento e tecnologia em agroecologia

| Publicado 12/08/2020 por Coletivo de Comunicação MAB RO

Em Rondônia lançamento virtual 26º edição Grito dos Excluídos conclama grito pela vida

Lançamento dá inicio as atividades do Grito dos excluídos no estado e chama atenção para a situação do Brasil