Conquista dos atingidos de Quati/BA vem da organização e da participação na luta

Até o momento poucas reivindicações foram cumpridas pelos órgãos que competem essas obrigações

Desde o rompimento da barragem do Quati, em julho de 2019, que atingiu inúmeras famílias nos municípios de Pedro Alexandre e Coronel João Sá na Bahia, o Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB tem feito um esforço muito grande para ajudar a organizar e fazer com que os direitos das atingidas e atingidos sejam garantidos.

Até o momento poucas reivindicações foram cumpridas pelos órgãos que competem essas obrigações, mas de forma lenta alguns pontos reivindicados pelos/as atingidos/as junto ao Ministério Público vêm sendo realizadas, sobretudo, a partir dos desdobramentos da audiência pública com a presença da Comissão Nacional de Direitos Humanos – CNDH, realizados após o rompimento da barragem.

Nas últimas semanas a prefeitura de Pedro Alexandre realizou o esvaziamento do açude próximo a cidade que colocava em risco a vida de várias famílias que ja tinham sido atingidas pelas cheias  das barragens, levando mais tranquilidade para a população. Além disso, o trecho de acesso ao açude e as Ruas do Alto e do Açude foram revitalizadas, se interligando e trazendo melhor qualidade de vida para os moradores, com segurança aos veículos e pessoas que utilizam o acesso diariamente.

“Essa conquista através da organização com o MAB nos dá força e nos encoraja pra luta por dias melhores. Em meio a tudo que aconteceu, o Movimento surgiu como esperança e sou muito grata por fazer parte” afirmou Luciana Nunes, atingida de Pedro Alexandre.

Segundo moradores do município, a prefeitura ainda colocará um bueiro para melhorará ainda mais o acesso e facilitar em época de chuva. Reafirmamos que todas as conquistas surgem a partir da participação, da organização e da luta das famílias.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 07/07/2020 por Mariah / Coletivo de Comunicação MAB

Atingidos reconstroem acampamento destruído pelo ciclone bomba em SC

Evento meteorológico trouxe estragos e causou 13 mortes na região Sul

| Publicado 17/11/2020 por Brasil de Fato - MG

Cerca de mil atingidos protestam em BH contra acordo barato entre governo e Vale

Audiência acontece nesta terça (17) no TJMG. Vítimas, que continuam excluídas de participação, manifestam-se no tribunal

| Publicado 03/12/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens - Minas Gerais

Atingidos lançam Jornada de Lutas para marcar dois anos do crime da Vale em Brumadinho

Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB organiza a “Jornada de Lutas: 2 anos do crime da Vale em Brumadinho – Justiça só com luta e organização” para marcar data de um dos maiores crimes socioambientais do mundo