MAB denúncia descumprimento das condicionantes de Belo Monte ao Conselho Nacional de Direitos Humanos

Treze anos após o início das obras, cerca de 6 mil pescadores ainda não foram reconhecidos como atingidos pelo empreendimento

Reunião contou com participação remota de pescadores atingidos por Belo Monte. Foto: Comunicação MAB

Representantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) participaram, ontem, 14, da reunião do Conselho Nacional de Diretos Humanos, que aconteceu de forma híbrida, na sede do Conselho em Brasília (DF). A sessão contou com participação remota de atingidos pela Hidrelétrica de Belo Monte, que relataram os problemas que ainda vivenciam na região de Altamira (PA).

Na ocasião, o Movimento denunciou as violações de diretos dos cerca de 6 mil pescadores que não foram reconhecidos como atingidos pelo empreendimento.

“Estamos até agora em estudo de caso e nada foi resolvido. Os peixes estão morrendo e as famílias sem condições de vida”, afirmou Raimunda Ladeira, uma das participantes da reunião.

Também foi feita a denúncia da falta de saneamento básico em Altamira, sendo que o abastecimento de água era uma condicionante da hidrelétrica que não foi cumprida plenamente até então.

Ribeirinhos também falaram da situação da Volta Grande do Xingu, onde o rio está “infértil”, devido à construção de Belo Monte. A mesma região é alvo do projeto de extração de ouro da transacional canadense Belo Sun, o que pode sobrepor impactos.

Leia também
Justiça determina que Ibama seja responsável pelo licenciamento da Belo Sun no Pará

Como encaminhamento, os membros do Conselho se comprometeram a elaborar uma recomendação para que o Ibama não renove a licença de operação de Belo Monte, sem que sejam cumpridas as condicionantes dessa primeira licença de operação. Com relação mineradora canadense Belo Sun, que está tentando conseguir uma licença para minerar na região, o Conselho deve chamar a Embaixada do Canadá para apresentar as denúncias e discutir o assunto.

Conteúdos relacionados
| Publicado 21/12/2023 por Coletivo de Comunicação MAB PI

Desenvolvimento para quem? Piauí, um território atingido pela ganância do capital

Coletivo de comunicação Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) no Piauí, assina artigo sobre a implementação de grandes empreendimentos que visam somente o lucro no território nordestino brasileiro

| Publicado 26/06/2023 por Coletivo de Comunicação do MAB PA

Pescadores cobram posicionamento do Ibama em relação às exigências de Belo Monte para pagamento de verba de reparação

A empresa Norte Energia foi orientada pelo IBAMA a reparar pescadores do rio Xingu que ficaram sem peixes desde o início do empreendimento, mas criou critérios que impossibilitam que maioria dos atingidos sejam indenizados

| Publicado 14/09/2023 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

REVIDA MARIANA: atingidos lançam campanha para cobrar por justiça e dar voz às vítimas do mar de lama provocado por Vale/Samarco/BHP Billiton

Campanha expõe a realidade devastadora deixada pelas mineradoras Vale, Samarco e BHP Billiton no Rio Doce há 8 anos e pede punição dos culpados

| Publicado 10/09/2021 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

Ibama dá 10 dias para Norte Energia apresentar cronograma de realocação de atingidos por Belo Monte

Moradores de área alagadiça lutam há anos junto ao MAB pelo reconhecimento como atingidos por Belo Monte; imóveis não apresentam condições de ligação ao sistema de esgoto