Atingidos levam reivindicações do MAB para a 10ª Conferência Estadual de Saúde de Minas Gerais

Durante evento, militantes do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) sugeriram políticas de saúde para a melhoria na qualidade de vida das populações atingidas

Atingidos organizados no MAB que foram eleitos delegados da Conferência Estadual de Saúde de Minas Gerais. Foto: MAB/MG

Aconteceu, entre os dias 29 e 31 de maio de 2023, em Belo Horizonte, a 10ª Conferência Estadual de Saúde de Minas Gerais, que contou com a participação de 3 delegados do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), que levaram as pautas e reivindicações do Movimento para o debate no evento.

Ilza Márcia, de Brumadinho, Michelle Regina, de Betim e Anderson Vieira, de Angueretá, foram eleitos na 2ª Conferência Livre de Saúde dos Atingidos e Atingidas, organizada pelo MAB em março deste ano, para representar o Movimento no evento estadual. Durante a Conferência Estadual de Saúde, eles debateram sobre direito à saúde, à água limpa, ao ambiente livre de contaminação e pelos demais direitos violados pelos crimes das empresas mineradoras.

Leia também:
Atingidos do Paraopeba realizam a 2ª Conferência livre de saúde dos Atingidos e Atingidas

 O tema da Conferência foi “Garantir Direitos e Defender o SUS, a Vida e a Democracia – Amanhã vai ser outro dia”. Foto: Fábio Marchetto / SES MG

No evento, foi aprovada a proposta que cria um protocolo de atendimento no SUS para pessoas atingidas por barragens e/ou mineração, incluindo: exames para detectar metais e outros elementos químicos, com investimento e rede estruturada; estruturação de linhas de cuidado – inclusive mental – com plano de acompanhamento e tratamento, garantindo às especificidades individuais e territoriais; inclusão do item condição de “pessoa atingida” na ficha de cadastro no serviço de saúde, a partir do debate com movimentos e população atingida acerca do conceito”. Esta proposta respalda agora as Políticas de Saúde para as pessoas atingidas e a luta é quem vai garantir a sua implementação.

Foi também aprovada pela Plenária Final da Conferência uma moção solicitando a criação do mesmo protocolo, acrescentando que o financiamento destas ações deve ser de responsabilidade das empresas poluidoras e criminosas, de forma que a sociedade brasileira não precise arcar com os custos dos impactos gerados pelos empreendimentos. Com 200 assinaturas, a moção irá para a 17ª Conferência Nacional de Saúde, que será realizada de 2 a 5 de julho de 2023.

Conteúdos relacionados
| Publicado 25/04/2023 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

Estudo realizado pela Fiocruz em parceria com o MAB revela os principais impactos das barragens na saúde dos brasileiros

Problemas relacionados ao acesso à água, deslocamento forçado, saúde mental e violência de gênero são alguns dos tópicos levantados pela pesquisa, que analisou relatórios de 1940 até 2022

| Publicado 06/05/2023 por Coletivo de Comunicação MAB MG

MP recomenda a anulação de pesquisa de mineradora Sigma em Araçuaí (MG)

Atingidos da Chapada do Lagoão (MG) lutam há meses contra a atuação da empresa Sigma, que pretende extrair 440 mil toneladas de lítio no território

| Publicado 06/07/2023 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

MAB participa da 17ª Conferência Nacional de Saúde para defender uma política de saúde para os atingidos

Durante encontro, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) promoveu uma atividade auto-gestionada juntamente com a Fiocruz