Ação de solidariedade marca Dia Mundial em defesa da Alimentação no Paraná

Comunidade escolar em Francisco Beltrão foi beneficiada com a doação de alimentos e produtos de limpeza

Foto: Geani Paula / Assesoar

Nesta sexta-feira (16), entidades e movimentos populares doaram de alimentos em campanha do Dia Mundial da Alimentação Saudável em Francisco Beltrão, no Paraná. Os alimentos e também produtos de limpeza arrecadados foram entregues na Escola Oficina Adelira Meurer, onde 100 cestas foram montadas por voluntários e doadas para as famílias de crianças e adolescentes da comunidade escolar.

Essa é a terceira ação de solidariedade proposta pelo Fórum Regional do Sudoeste, do qual o MAB faz parte. Desde o início da pandemia, as entidades e movimentos populares da região foram responsáveis pela doação de mais de 88 toneladas de alimentos, beneficiando 3.180 famílias, garantindo alimentos de qualidade produzidos pela agricultura familiar para a mesa de famílias em situação de vulnerabilidade.

A escolha da data não foi por acaso. O Dia Mundial da Alimentação Saudável é comemorado no dia 16 de outubro e foi criado pela ONU (Organização das Nações Unidas), em 1979, para alertar sobre a importância da alimentação saudável, de qualidade e acessível a todos.

O tema de 2020 para esse dia é “Cresça, alimente, sustente. Juntos” e relembra a importância da solidariedade nesse período de pandemia da Covid-19.

Solidariedade é característica da luta

Outubro é também o mês que é lembrada a Revolta dos Colonos, da qual a região sudoeste foi palco em 1957. Na época, os posseiros e colonos se revoltaram contra ação de jagunços e empresas na região que buscavam arrasar as terras com a extração das Araucárias e o monocultivo.

No aniversário de 60 anos da revolta, em 2017, a Deputada Estadual Luciana Rafagnin afirmou que: “A terra não era vista pelos posseiros como um bem imobiliário, mas sim como um fator de produção de alimentos para saciar a fome da família e, posteriormente, com a venda do excedente buscar uma melhora das condições de vida.”

Com a vitória dos colonos e posseiros, a agricultura familiar se firmou na região como a principal atividade econômica e a organização do povo contribuiu para o desenvolvimento da região, com sindicatos e cooperativas.

“Foi a solidariedade que garantiu o enfrentamento das condições precárias da colonização. A experiência de solidariedade entre vizinhos fez voos maiores, pois as necessidades foram mudando.”, disse a deputada.

Ação de solidariedade

Logo cedo, 8h da manhã, a mística inicial que abriu o ato serviu para alimentar também a alma e renovar o espírito de luta. No fim do dia, para o encerramento da ação haverá espaço de debate on-line com o tema “Resistências no Sudoeste: da Revolta dos Colonos às ações de solidariedade e alimentação saudável”.

Foto: Geani Paula / Assesoar

O bate-papo será entre o professor do IFPR, Jaci Poli; a educadora em agroecologia do MST, Priscila Monnerat; Paulo Czekalski, da direção da Assesoar e Maristela Costa, da coordenação do MAB. A transmissão ao vivo estará disponível na página de Facebook do Fórum Regional – Sudoeste do Paraná, a partir das 19h30.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 02/07/2020 por Raul Deparis / MAB

No Paraná alimentos vão das mãos de quem produz à mesa de quem precisa

Movimento já doou mais de 800 cestas no estado, as ações levam renda para agricultores das regiões e alimentos às famílias que precisam

| Publicado 08/10/2020

MAB retorna às comunidades no Espírito Santo com campanha de solidariedade

As campanhas de solidariedade contam com a distribuição de cestas de alimentos e de orientações sobre os próximos processos na bacia, nesses 5 anos do crime

| Publicado 19/08/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens - Paraíba

Na Paraíba, MAB entrega mais de 10 toneladas de alimentos em parceria com governo do estado

Em parceria com o governo do estado, o movimento entregou cestas básicas para mais de mil famílias atingidas pela barragem de Acauã