A Solidariedade Constrói Direitos e Salva Vidas: atingidas doam máscaras em MG

Depoimento das atingidas pelo crime da Vale na bacia do rio Paraopeba, em Juatuba/MG, que confeccionam máscaras para doar

Atingidas pelo crime da Vale na bacia do rio Paraopeba, em Juatuba/MG, confeccionam máscaras para doar. A Comissão de Atingidos junto ao Centro Social do bairro Francelinos, confeccionaram cerca de 350 máscaras e já doaram para o Hospital Regional de Betim, para comunidades carentes e trabalhadores nos pontos de ônibus.

O procedimento de confecção é feito com cuidados e limpeza. As máscaras são esterilizadas com álcool, lavadas e embaladas em sacos plásticos. O grupo pretende continuar na produção das máscaras enquanto permanecer a pandemia.

Leia alguns relatos das mulheres que estão ajudando neste gesto de solidariedade para contribuir na prevenção da propagação do coronavírus, o Covid-19:

“Além da doação de máscaras à comunidade de Francelinos, participamos da Campanha Pascal promovida pela Paróquia São Sebastião de Juatuba, juntamente com as comunidades católicas pertencentes a esse município, na qual as pessoas doaram no domingo de Páscoa, durante a passagem do Santíssimo Sacramento nas ruas e avenidas dos bairros, alimentos para serem distribuídas cestas para famílias que se encontram num momento difícil devido a quarentena, entre eles  o desemprego. Unidos e a cada cesta ou máscara entregue, um largo sorriso se estampa no rosto de cada pessoa que com o coração transbordando de alegria diz: ‘Obrigado! Deus abençoe vocês!’ E a campanha de doação das máscaras e alimentos continua.”

Marilene Alves

“O sentimento de todas nós é de gratidão por estar fazendo algo por mínimo que seja, mas que abre um sorriso de cada pessoa que as recebe! Nós estamos confeccionando as máscaras para evitar que contamine mais pessoas. Como tem pessoas carentes temos que ajudá-las.”

Aparecida da Silva

“Muito emocionante, fazer alguma coisa em prol das pessoas, fiquei feliz em poder ajudar.”

Ana Lucia Marina da Silva

“É até difícil descrever, mas é muito bom principalmente quando a gente vê o sorriso como forma de retribuição. É um gesto pequeno mas que gera um sentimento enorme de estar fazendo o bem.”

Viviane Alves

“Sentimento de cuidado e amor ao próximo. A alegria de quem ganhava, era muito bonito de se ver, eles demostraram gratidão e uma expressão de alívio. Atitudes como essa nos faz pensar que ainda temos esperança de dias melhores e que quando tudo isso passar sairemos mais fortes disto tudo.”

Marília do Carmo

“Gratidão por estar em condição de fazer algo pelo outro.”

Vilma Paiva

“Estive apenas um dia participando da confecção das máscaras, mas me fez um bem enorme. Pois me permitiu um sentimento de pertencer a um lugar onde somos todos iguais: a humanidade frágil frente a um vírus. E também gerou um sentimento de esperança, de ser útil.”

Cibele Oliveira

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 23/04/2020

Conduta de psicólogos em Brumadinho é denunciada ao MPF

Um batalhão de “voluntários” contratados pela Vale, como psicólogos e assistentes sociais, apressou-se a tentar aliviar a situação da criminosa, com ações antiéticas e claramente em defesa da empresa que causou a tragédia-crime com atendimentos aos atingidos

| Publicado 22/06/2020 por Leonardo Fernandes / Comunicação MAB

Atingidas na Amazônia denunciam ameaças para relatora da ONU

Mary Lawlor, relatora da Organização das Nações Unidas, ouviu defensoras dos direitos humanos militantes do MAB que estão ameaçadas por grandes empreendimentos na Amazônia

| Publicado 23/04/2020

Política de Direitos para as Populações Atingidas por Barragens

Os atingidos e atingidas de todo o país seguem firmes na luta e atentos as articulações no parlamento e fora dele para garantir a aprovação desse importante projeto para o povo.