MAB se mobiliza em Itapiranga, Santa Catarina

Durante o 14 de março, atingidos reafirmam luta que já dura mais de trinta anos contra a barragem de Itapiranga e cobram melhorias na qualidade da energia elétrica na região […]

Durante o 14 de março, atingidos reafirmam luta que já dura mais de trinta anos contra a barragem de Itapiranga e cobram melhorias na qualidade da energia elétrica na região

Como parte da Jornada pelo Dia Internacional de Luta Contra as Barragens, pelos Rios, pela Água e pela Vida, mais de 300 pessoas realizaram um ato popular no dia 14 de março em Itapiranga, município de Santa Catarina, para cobrar melhorias na qualidade da energia elétrica na região, contra os altos preços das tarifas de energia e contra o projeto da barragem de Itapiranga.

A mobilização foi organizada pelo Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), juntamente com vereadores, prefeitos, deputados, sindicalistas, agricultores, pescadores, comunidades locais, integrantes da igreja e da Plataforma Operária e Camponesa da Energia.

Os manifestantes saíram de passeata pelo centro da cidade, carregando faixas e cartazes que estampavam mensagens contra a possível morte do rio Uruguai, onde está prevista a construção da hidrelétrica de Itapiranga.

Após percorrer todo o centro, a marcha seguiu até o escritório da Centrais Elétricas de Santa Catarina S.A. (Celesc), onde foi entregue uma pauta para ser debatida com a diretoria da empresa. Nela, os movimentos cobram melhorias na qualidade da energia distribuída e soluções para os constantes apagões na região, que estão trazendo prejuízos aos produtores e ao comércio. Esta mesma pauta de reivindicação será entregue à empresa Rio Grande Energia, empresa responsável pela distribuição de energia no Rio Grande do Sul.  

A caminhada se encerrou no escritório da Eletrosul/Eletrobrás, onde também foi entregue uma pauta solicitando o fechamento do escritório da empresa na região e pedindo o cancelamento da barragem de Itapiranga, que ameaça mais de 1500 famílias que resistem há mais de 30 anos ao projeto. 

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho