MAB participa de marcha com 10 mil em Belo Horizonte

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) participou nesta quinta-feira (11) de marcha nas ruas de Belo Horizonte (MG), que reuniu 10 mil militantes de todas as centrais sindicais e […]

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) participou nesta quinta-feira (11) de marcha nas ruas de Belo Horizonte (MG), que reuniu 10 mil militantes de todas as centrais sindicais e movimentos da Via Campesina.

A mobilização saiu da Praça Sete, passou pela prefeitura, Banco Central, Assembleia Legislativa, CEMIG e terminou com um grande protesto em frente à rede Globo, contra o monopólio da comunicação, exigindo a democratização da mídia.

Na CEMIG, a marcha denunciou o envio de 4, 2 bilhões de reais no ano passado para acionista privados, enquanto o povo mineiro paga uma das tarifas mais caras do Brasil, com péssima qualidade no serviço, além das terceirizações e mortes dos trabalhadores (uma morte a cada 45 dias). Para Guilherme Camponês, do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), a CEMIG possui uma divida histórica com a população de Minas Gerais e de violação dos direitos humanos dos atingidos por barragens.

Desde o início do ano, todas as organizações e movimentos do campo e da cidade estão unificados na construção do Plebiscito Popular pele Energia, que reivindica a redução das tarifas e ICMS no estado.

No final do ano passado, quando a presidenta Dilma Rousseff anunciou a redução média de 20% nas contas de luz, a CEMIG, comandada pelo governador Antônio Anastasia (PSDB), colocou-se contrária a medida.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho