MAB discute impactos da PCH de Arrodiador na Bahia

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) realizou ontem (05) uma reunião pública na Escola Municipal de Arrodiador, localizada em Jaborandi (BA). A atividade contou com a participação de mais […]

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) realizou ontem (05) uma reunião pública na Escola Municipal de Arrodiador, localizada em Jaborandi (BA). A atividade contou com a participação de mais de 150 pessoas, com o objetivo de discutir com a sociedade os impactos sociais, ambientais e econômicos que a pequena central hidrelétrica (PCH) de Arrodiador, da empresa Data Trafic, trará para toda região. A atividade é parte da mobilização nacional do MAB pelo Dia Mundial do Meio Ambiente.

Anteriormente à reunião, foram feitos vários debates com as comunidades ameaçadas nas margens do rio Formoso, envolvendo mais de 250 famílias, discutindo os impactos negativos que as barragens causam às populações atingidas, reforçando a importância da luta e resistência feita na região ao longo desses 20 anos.

No decorrer das atividades, foram feitas discussões sobre a organização e luta do povo em defesa dos direitos, das riquezas naturais, reforçando a importância da produção de alimentos saudáveis, do controle das águas e energia pelo povo e preservação do cerrado.

Os trabalhadores ameaçados afirmam que a região não necessita de barragem, que só beneficiará os donos do empreendimento, e que precisam de incentivos e apoio à produção camponesa de alimentos.

“Nós perderemos o acesso ao rio e as terras férteis serão cobertas pelo lago. Nós não sabemos fazer outra coisa, o que agente quer é continuar vivendo aqui, trabalhando, cultivando a terra com o devido respeito à natureza. A empresa quer nos expulsar de nossos terras, ser dona do rio, nós vamos continuar resistindo”, afirma Estácio Moura, ameaçado pela barragem.

A região Oeste da Bahia é uma dos poucos lugares do país onde há rios correndo livres, as famílias atingidas resistem às barragens principalmente na Bacia do Rio Corrente e nos afluentes do Rio Carinhanha, ambos afluentes do Rio São Francisco.