Atingidos por barragens e castigados pela seca se mobilizam

No Ceará, o MAB realiza um ato público nessa manhã (5) no município de Jaguaribara. Aproximadamente 1.500 pessoas estão presentes na quadra olímpica da cidade para cobrar solução das reivindicações […]

No Ceará, o MAB realiza um ato público nessa manhã (5) no município de Jaguaribara. Aproximadamente 1.500 pessoas estão presentes na quadra olímpica da cidade para cobrar solução das reivindicações históricas do MAB e medidas consistentes para enfrentar a fome e a sede que destrói a vida e a economia do estado do Ceará.

As principais reivindicações das famílias são a construção de adutoras para abastecimento de água nas bacias hidrográficas do Rio Jaguaribe e outras bacias, ampliação das áreas produtivas dos assentamentos e reassentamentos, além de reassentamento das 850 familias caastradas pelo INCRA atingidas pelas barragens do Castanhão, Maciço de Baturité e Figueiredo.

Além disso, as famílias demandam medidas emergenciais, como uma verba de manutenção para as áreas de assentamentos, reassentamentos e comunidades de atingidos; um salário mínimo para as famílias até que possam produzir e aumentar o número de carros-pipa para o abastecimento de água.

A atividade é uma entre os vários atos públicos que ocorrem nessa terça-feira (5) em várias regiões do Brasil devido ao Dia Mundial do Meio Ambiente e como forma de cobrar do governo brasileiro o cumprimento do acordo entre o Movimento e a Presidência da República na Jornada de Luta de março.