Parlamentares alemães visitam acampamento nacional

De 22 a 30 de agosto uma representação de parlamentares alemães está no Brasil para um roteiro de visitas a São Paulo, Brasília e Pará. Entre outras agendas, eles irão […]

De 22 a 30 de agosto uma representação de parlamentares alemães está no Brasil para um roteiro de visitas a São Paulo, Brasília e Pará. Entre outras agendas, eles irão conhecer os impactos dos grandes projetos e violação de direitos humanos, focando no debate sobre a repressão aos movimentos sociais e aos defensores de direitos.

Esta visita é um desdobramento da agenda de incidência que movimentos sociais, através do PAD (Processo de Articulação e Diálogo), realizaram em abril deste ano no Brasil, Noruega, Alemanha e Suíça.

Ricardo Montagner, da coordenação nacional do MAB, que integrou a delegação, relatou que na Alemanha foram realizadas reuniões com os parlamentares, que se interessaram em vir ao Brasil conferir os relatos que recebiam.

Além de outras agendas em Brasília, nesta quinta-feira (25) os parlamentares participaram do Acampamento Nacional da Via Campesina, que aconteceu durante toda esta semana. Ricardo Montagner, que esteve no acampamento acompanhando a delegação disse que o contato com os trabalhadores brasileiros é muito importante, pois conhecendo a realidade dos trabalhadores e movimentos sociais brasileiros é mais fácil compreenderem as denúncias de violações de direitos humanos que são feitas no exterior.

“Entendemos que este é um passo muito importante dados pelo conjunto dos movimentos sociais brasileiros. Ao conhecer nossa situação os parlamentares podem fazer intervenções na Alemanha e no Brasil que nos favoreçam”, disse Ricardo.

De Brasília, a delegação alemã segue para Belém. Na programação oficial estão previstas visitas às atividades minerais, agropastoris e de preservação ambiental, reuniões com entidades governamentais do poder executivo e legislativo, com representativas dos movimentos sociais, em especial os ligados aos direitos humanos, acesso à terra e os dos atingidos por barragens.

Nessa oportunidade, próxima terça-feira, os coordenadores nacionais do MAB irão expor a problemática da construção da Usina Hidrelétrica de Belo Monte e a realidade da violação dos direitos humanos dos atingidos por barragens em todo o Brasil, a exemplo do que comprovou o relatório do Conselho Nacional de Defesa dos Direitos da Pessoa Humana.