Distribuição de Cestas Básicas pelo Programa de Aquisição de Alimentos beneficia famílias do MAB no Alto Uruguai gaúcho

Aproximadamente 450 famílias estão recebendo alimentos provenientes da agricultura familiar regional

No último mês de junho, o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), a Associação de Proteção à Vida (APROVI) e a Cooperativa Nossa Terra iniciaram a distribuição de cestas básicas, por meio do Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), na região do Alto Uruguai Gaúcho para famílias urbanas e rurais vinculadas ao MAB na região.

Os municípios beneficiados incluem Erechim, Barão de Cotegipe, Mariano Moro e Machadinho, todos no Rio Grande do Sul. As doações serão mantidas, mensalmente, até o mês de dezembro. Ao todo, cerca de 450 famílias estão recebendo alimentos provenientes da agricultura familiar regional.

O projeto beneficia tanto os agricultores familiares associados à Cooperativa Nossa Terra, que produzem e comercializam alimentos diversificados, quanto as famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica residentes em bairros e comunidades rurais dos municípios abrangidos. Estas famílias, organizadas em grupos pelo MAB, recebem as cestas de alimentos através da APROVI.

Na região do Alto Uruguai Gaúcho, foram aprovados 10 projetos, totalizando R$ 9,6 milhões para a aquisição de 713 toneladas de alimentos, produzidos por 461 famílias associadas a seis cooperativas. Este esforço beneficiará 24 entidades da rede socioassistencial, atendendo cerca de 170 mil pessoas em situação de insegurança alimentar e nutricional.

Grasiele Berticelli, da coordenação regional do MAB, destaca: “a retomada do PAA pelo Governo Federal é uma conquista do povo organizado, levando alimentos de qualidade para as famílias em situação de vulnerabilidade socioeconômica residentes nos bairros populares de Erechim e organizadas no MAB, ao mesmo tempo em que incentiva e valoriza o trabalho da agricultura familiar regional, garantindo renda, qualidade nutricional e construindo soberania alimentar”.

Jaqueline Lucas, coordenadora de grupo de atingidos em Erechim, afirma:

“as cestas de alimentos que são entregues pelo MAB, através do repasse da Cooperativa Nossa Terra, têm beneficiado muitas famílias em Erechim e é uma satisfação para nós acessar essa conquista, pois significa um complemento na alimentação, com itens como batata, mandioca, farinha, ovos, que são itens fundamentais na alimentação básica diária. Em nome das famílias, nós agradecemos e é bom saber que tem pessoas que se preocupam com aqueles que mais precisam”.

Adelmir Gaiardo, presidente da Cooperativa Nossa Terra, comenta: “nossa cooperativa tem a honra de estar presente nesse projeto tão importante para amenizar as dificuldades de tantas famílias, levando alimentos de qualidade produzidos com tanto cuidado pelos nossos agricultores associados, homens e mulheres, que trabalham na terra com a missão de levar alimentos para as mesas das famílias”

Sobre o PAA

A distribuição começou em 19 de junho, em Erechim (RS), e continuará mensalmente até dezembro de 2024. Foto: arquivo MAB

De acordo com a Companhia Nacional de Abastecimento (Conab), o Programa de Aquisição de Alimentos (PAA), criado pela Lei nº 10.696 de 02 de julho de 2003, tem como objetivos promover o acesso à alimentação e incentivar a agricultura familiar. Relançado em março de 2023, o PAA agora inclui a participação mínima de 50% de mulheres na execução do programa.

O PAA, uma política pública do Programa Fome Zero, combate a fome no Brasil incentivando a produção e distribuição de alimentos. Na modalidade Compra com Doação Simultânea, operada pela Cooperativa Nossa Terra, MAB e APROVI, há uma articulação entre a produção da agricultura familiar e as demandas locais de suplementação alimentar, contribuindo para o desenvolvimento da economia local. Os alimentos são doados a pessoas em insegurança alimentar através da rede socioassistencial e de equipamentos públicos de segurança alimentar.

Segundo a Secretaria de Comunicação Social do Governo Federal, o PAA investiu R$ 117,42 milhões em 2024 na modalidade Compra com Doação Simultânea, com repasses feitos pelo Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome (MDS).

Conteúdos relacionados
| Publicado 21/12/2023 por Coletivo de Comunicação MAB PI

Desenvolvimento para quem? Piauí, um território atingido pela ganância do capital

Coletivo de comunicação Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) no Piauí, assina artigo sobre a implementação de grandes empreendimentos que visam somente o lucro no território nordestino brasileiro

| Publicado 02/10/2023 por Coletivo de Comunicação MAB RS

Em visita de ministros e da primeira-dama, Janja, ao Vale do Taquari, MAB cobra medidas de reparação para os atingidos

Região foi afetada por enchentes provocadas pela passagem de um ciclone extratropical no início de setembro

| Publicado 01/07/2024 por Francisco Kelvim / MAB, Jenifer Tainá / MAB

“O primeiro caminho a ser seguido para evitar a próxima enchente é escutar o que dizem os especialistas”, diz engenheiro sobre o RS

População da comunidade Sarandi, em Porto Alegre, relata que ainda sente medo e insegurança com a atual situação, devido à falta de manutenção da estrutura anti-enchentes do bairro

| Publicado 04/07/2024 por Amélia Gomes / MAB

Povos tradicionais vão à Assembleia Legislativa denunciar violações sofridas com exploração do lítio em MG

Audiência pública acontece nesta sexta (05) e faz contraponto à mega evento de promoção da exploração do mineral no Vale do Jequitinhonha