Atingidas do Vale do Jequitinhonha (MG) participarão de formação sobre direitos humanos e desafios no território

Ao todo 16 municípios serão contemplados com a formação que contará com uma exposição artística no final

A arpillera é uma técnica de bordado utilizada pelas mulheres do MAB para denunciar violações de direitos humanos. Foto: Arquivo MAB

No próximo período, mulheres atingidas por barragens e empreendimentos minerários do Vale do Jequitinhonha participarão de uma formação sobre direitos humanos para debater as violações que vivem em seus territórios. O evento, promovido através da parceria entre a Secretaria de Estado de Desenvolvimento de Minas Gerais e a Associação Nacional dos Atingidos por Barragens (ANAB) tem o propósito de garantir a identificação e levantamento sobre os problemas enfrentados pelas mulheres e proporcionar trocas de experiências e conhecimento referente às questões dos seus direitos enquanto atingidas.

Ao todo, o projeto irá contemplar 16 municípios, incluindo Coronel Murta, Jacinto, Francisco Badaró, Ouro Fino, além dos Povos Aranãs, dentre outros territórios. A primeira etapa da iniciativa é a visita às comunidades mapeadas, para que seja desenvolvida uma metodologia de formação adequada ao território a partir do diálogo com os moradores.

Arpilleras

Além da formação política, durante os encontros, as mulheres também irão participar de oficinas de bordado para a confecção de arpilleras. A técnica chilena usa tecidos e linhas para denunciar violações de direitos humanos. Ao final das oficinas e formação, as participantes organizarão uma exposição com os bordados produzidos.

Conteúdos relacionados
| Publicado 21/12/2023 por Coletivo de Comunicação MAB PI

Desenvolvimento para quem? Piauí, um território atingido pela ganância do capital

Coletivo de comunicação Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) no Piauí, assina artigo sobre a implementação de grandes empreendimentos que visam somente o lucro no território nordestino brasileiro

| Publicado 20/03/2024 por Roberto Brandão | MAB

Justiça por Dilma Ferreira: mais um dos acusados da chacina de Baião (PA) foi condenado pela justiça

Integrante da coordenação nacional do MAB, Dilma Ferreira foi assassinada em uma chacina no Pará, há quatro anos, por conta da sua luta em defesa da Amazônia

| Publicado 08/03/2024 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

8M: Mulheres vão às ruas de todo o país lutar por igualdade salarial, democracia e fim de toda a violência de gênero

Data dá início à Jornada de Lutas do MAB, que também inclui o 14 de Março, Dia internacional de Luta em Defesa dos Rios, contra as Barragens, pela Água e pela Vida, e o 22 de março, Dia Mundial da Água

| Publicado 07/03/2023 por Coletivo de Comunicação do MAB RS

Atingidas do Rio Grande do Sul abrem Jornada de Lutas com exposição “Arpilleras: Bordando a Resistência” em Porto Alegre

Mostra fica aberta ao público até o dia 10 de março na Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul e no dia 23 de março segue para a Casa de Cultura Mário Quintana