NOTA DE PESAR | Flavinho presente!

O militante Flávio Jorge, que faleceu no último dia 6, ajudou a reerguer o Brasil na redemocratização, foi secretário nacional de combate ao racismo do PT e dedicou sua vida e trajetória política à construção de uma democracia verdadeira sem racismo

Foto: Arquivo CONEN

Hoje, dia 13 de junho, completa-se uma semana do falecimento do companheiro Flávio Jorge, o Flavinho, integrante da Coordenação Nacional de Entidades Negras (CONEN). Para o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB), sua partida representa uma enorme perda para a classe trabalhadora. Perdemos um grande militante da luta antirracista e das causas populares.

Integrante também da Soweto, organização negra na cidade de São Paulo (SP), Flávio Jorge foi secretário nacional de combate ao racismo do Partido dos Trabalhadores (1995 a 1999), um dos principais articuladores do 1º Encontro Nacional de Entidades Negras (Enen) e atuou ainda na Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (Seppir).

Além de ser um organizador do movimento e luta do povo negro, Flávio cumpriu um papel fundamental na articulação da Frente Brasil Popular, na luta contra o golpe e no enfrentamento ao fascismo em nosso país. Foi um dirigente que educou o povo com seu próprio exemplo de vida. Em nome do MAB, nosso eterno e completo agradecimento por sua contribuição e prática de vida. Flavinho, presente hoje e sempre.

Missa de Sétimo Dia

Neste sétimo dia de sua partida (dia 13), haverá uma celebração inter-religiosa em sua homenagem, às 19h, na Igreja de São Gonçalo, na Praça dr. João Mendes, 108, Liberdade, São Paulo (SP).

Conteúdos relacionados
| Publicado 21/12/2023 por Coletivo de Comunicação MAB PI

Desenvolvimento para quem? Piauí, um território atingido pela ganância do capital

Coletivo de comunicação Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) no Piauí, assina artigo sobre a implementação de grandes empreendimentos que visam somente o lucro no território nordestino brasileiro

| Publicado 14/06/2024 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Nota | Movimentos e organizações que integram o Conselho de Participação Social repudiam projeto de lei 1904/2024

Na última terça-feira, dia 12, a Câmara dos Deputados do Brasil aprovou – em regime de urgência – o Projeto de Lei 1904/24, que equipara o aborto de gestações com mais de 22 semanas ao crime de homicídio, um movimento que marca um retrocesso alarmante nos direitos reprodutivos das mulheres brasileiras

| Publicado 13/12/2023 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Avelino Ganzer, presente!

Em nota Movimento lamenta morte de um dos fundadores do MAB e importante quadro na luta dos atingidos e trabalhadores no Brasil

| Publicado 13/12/2023 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Nota de pesar | Luiz Alberto presente!

Líder do movimento negro e ex-deputado federal, Luiz Alberto deixa legado de contribuições à luta antirracista no Brasil