MAB e Fiocruz promovem curso de vigilância popular em saúde em Erechim (RS)

O curso “Pedagogia das Águas em Movimento: formação em vigilância popular em saúde ambiental nos municípios gaúchos atingidos pela barragem de Itá” é fruto de parceria entre o MAB e a Fiocruz

No último dia 02 , foi realizada em Erechim a aula inaugural do curso “Pedagogia das Águas em Movimento”, iniciativa do Movimento dos Atingidos por Barragens no Rio Grande do Sul (MAB RS) e do Laboratório de Educação Profissional em Vigilância em Saúde Ambiental (LAVSA), que integra a Escola Politécnica de Saúde Joaquim Venâncio (EPSJV), uma das unidades técnico-científicas da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz).


O projeto tem como objetivo promover a formação profissional de vigilantes populares em saúde ambiental, oriundos de municípios do Alto Uruguai Gaúcho, em sua maioria atingidos direta e indiretamente pela Usina Hidrelétrica Itá, localizada na Bacia do Rio Uruguai, entre Aratiba(RS) e Itá(SC).


O curso é focado na análise da realidade concreta do meio em que as pessoas vivem para apontar fragilidades e caminhos para a construção da saúde individual e coletiva e da elevação da qualidade de vida.

Durante a mesa de abertura, os presentes ressaltaram a importância de iniciativas como esta para propiciar a proposição e a garantia de direitos das populações atingidas por barragens, assim como promover espaços coletivos, gratuitos e acessíveis de formação profissional de qualidade para a classe trabalhadora.

Os atingidos pela barragem de Itá, ressaltaram a falácia do discurso desenvolvimentista que acompanha o anúncio e a construção de usinas hidrelétricas no país, deixando um rastro de violações de direitos e retrocessos sociais, econômicos e ambientais por onde se instalam.

O curso é composto por 6 aulas presenciais, que serão realizadas em Erechim entre os meses de julho e outubro de 2022. Participaram da mesa representantes do LAVSA e da EPSJV da Fiocruz, e também do MAB.

Conteúdos relacionados
| Publicado 09/05/2022 por Coletivo de Comunicação MAB RS

MAB e Fiocruz colocam em pauta a saúde dos atingidos por barragens no RS

Parceria com a Fiocruz promove diagnóstico das regiões atingidas no Alto Uruguai e noroeste do Rio Grande do Sul

| Publicado 27/08/2021 por Coletivo de Comunicação MAB RS

Audiência pública discute os impactos do projeto do Complexo Hidrelétrico Garabi e Panambi que envolve 35 municípios

Sessão online promovida pela Comissão de Cidadania e Direitos Humanos da Assembleia Legislativa do Rio Grande do Sul tratou das consequências que o complexo binacional (Brasil / Argentina) teria para o meio ambiente e para a população atingida

| Publicado 30/07/2021 por Coletivo de Comunicação MAB RS

Projeto do MAB e UFFS promove encontro sobre a atuação de mulheres no campo da saúde em comunidades atingidas

Iniciativa focada nas atingidas das barragens de Itá e Machadinho tem como propósito resgatar saberes sobre plantas medicinais e cuidados com a saúde, além de proporcionar um diálogo sobre gênero.