Atingidos sofrem com enchentes em Marabá (PA)

Chuvas intensas deixaram centenas de pessoas desabrigadas e provocaram cheia dos reservatórios da Usina de Tucuruí, causando o risco de rompimentos

Desde a manhã do último dia 03, a cidade de Marabá, localizada na região sul do Pará, vem sofrendo com alagamentos causados pelas fortes chuvas na região, que fica a cerca de 600 km da capital Belém. O volume intenso de precipitações provocou um aumento no nível do Rio Tocantins, que chegou a 10,88m e atingiu várias residências do núcleo Velha Marabá, do bairro Independência e das comunidades ribeirinhas Vila Espírito Santo, Praia Alta e Landir (regiões às margens do Rio Tocantins). A situação vem gerando preocupação para a população marabaense e moradores dos municípios vizinhos localizados na bacia do Rio Tocantins.

Diante da situação de insegurança, moradores do núcleo Velha Marabá realizaram uma manifestação cobrando ações e medidas de caráter emergencial por parte da Prefeitura Municipal. Após os protestos, a Prefeitura decretou estado de emergência, criando um comitê com outros órgãos (Defesa Civil de Marabá, Grupo de Corpo de Bombeiros, Secretaria de Assistência Social de Marabá e órgãos do governo do estado).

A partir da implementação do grupo de trabalho foram construídos abrigos nos núcleos Nova Marabá e Cidade Nova. Segundo os dados da Secretaria de Assistência Social de Marabá, até o momento mais de 120 famílias atingidas pelas enchentes estão morando nos abrigos. A situação dos atingidos é agravada pelo surto de síndrome gripal que está levando a população em geral a lotar os postos de saúde e o hospital da cidade.

Além disso, as constantes chuvas também provocaram cheias dos reservatórios da Usina Hidrelétrica de Tucuruí, localizada na cidade de Tucuruí (PA), que fica a 70 km de Marabá. A situação gera uma preocupação ainda maior para a população que vive nos arredores do empreendimento, por conta do risco de rompimentos. No Brasil, segundo o levantamento da Agencia Nacional de Águas (ANA), realizado em 2017, apenas 3 mil das 23 mil barragens implantadas são fiscalizadas como deveriam.

De acordo com o Boletim Informativo de Vazões e Níveis, divulgado pela empresa Eletronorte na terça-feira (04), a previsão é que o rio em Marabá chegue a 13,25 metros nesta sexta-feira (07), mesmo com a abertura das cincos comportas e até a 18,55 metros, nos próximos períodos de fortes chuvas. Esses dados criam uma situação de alerta para a população da região e para os órgãos de defesa e segurança.

Núcleo Velha Marabá inundado

Segundo o militante do Movimento dos Atingidos por Barragens, Igor Meireles, nesse momento é essencial que os governos municipal, estadual e federal tomem as medidas cabíveis para evitar tragédias e impactos com futuras inundações e alagamentos previstos na cidade de Marabá. “Também é importante que a Eletronorte garanta a segurança da população fazendo uma manipulação correta do reservatório da UHE de Tucuruí”, acrescenta.

“O Movimento também manifesta sua solidariedade a todas as famílias que sofrem com a dor da perda nesse momento muito difícil de pandemia e a todos que, no momento, carregam nos ombros a dor de ver seu lar, sua produção e sua história de vida sendo levadas pela enchente em diversos lugares do país. Estamos juntos na luta com muita força e organização popular, para que nós, os trabalhadores e trabalhadoras, tenhamos dignidade”, afirma Igor.

Águas para a vida, não para a morte!

Conteúdos relacionados
| Publicado 11/01/2022 por Coletivo Nacional de Comunicação do MAB

Bacia do Paraopeba tem alagamentos com água contaminada por rejeitos de minério e cerca de 700 desabrigados

Assoreamento do Paraopeba causado pelo rompimento da barragem da Mina Córrego do Feijão agravou as inundações nos municípios às margens do rio

| Publicado 21/08/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MG

NOTA | Novo acordo no Rio Doce e seus reflexos no Espírito Santo – justiça e participação

MAB participa de audiência na Assembleia Legislativa do ES para discutir repactuação do Rio Doce e Política de Atingidos por Barragens

| Publicado 19/01/2022 por Coletivo de Comunicação MAB PA

MAB e Sindicato dos Bancários distribuem cestas básicas para atingidos pelas enchentes em Marabá (PA)

As chuvas fizeram o nível do rio Tocantins subir de 6 para 12,9 metros em uma semana. Rio Itacaiúnas também provocou alagamentos.