Atingidos de Campo Maior no Piauí garantem conquistas em audiência

Em audiência com governo do estado e secretarias, atingidos pelas barragens de Emparedados e Corredores, localizadas em Campo Maior (PI) garantem conquistas

Em conjunto com órgãos do governo estadual atingidos participaram de audiência em Teresina, no Piauí, para tratar sobre pauta dos atingidos pelas barragens de Emparedados e Corredores, situada no município de Campo Maior (PI). A audiência ocorreu na Secretaria de Agricultura Familiar (SAF), nessa terça feira, 21 de dezembro, e contou com a participação da vice-governadora Maria Regina Sousa (PT), do Deputado Limma (PT), Núbia Lopes da Superintendência de Relações Sociais (SUPRES), a secretária Patrícia Vasconcelos da Secretaria de Agricultura Familiar (SAF) e do secretário Leonardo Nogueira do Instituto de Assistência Técnica e Extensão Rural do Piauí (Emater).

A comissão de atingidos e atingidas das comunidades do entorno das barragens, apresentaram a pauta de reivindicação, além das demais demandas das populações atingidas por barragens do estado do Piauí.

Comissão de atingidos em audiência na capital Teresina (PI). Foto: MAB

Os atingidos saíram com garantias de apoio a produção proveniente da agricultura familiar, bem como a adesão ao Programa de Alimentação Saudável (PAS), a garantia de alevinos para as comunidades, aquisição de um trator-arado para as comunidades do entorno das barragens de Campo Maior (PI), via vice-governadoria, aquisição de kits de irrigação e de energia solar, e aquisição de mudas e sementes, por meio da SAF. Conquistas que visam atender as demandas dos produtores e diminuir os custos de produção para as famílias.

Na avaliação de Valdir, atingido pela barragem Emparedado “foi muito proveitosa a oportunidade de falar sobre nossas pautas, tá todo mundo otimista para que tudo siga como foi encaminhado. E não vamos parar, vamos continuar na luta. Somos um povo forte.”

Outras demandas foram debatidas, como o aproveitamento dos reservatórios de Corredores e Emparedados para o uso múltiplo visando o lazer e em Campo Maior a passagem molhada na comunidade de Tangará, pois a população fica ilhada por não tem acesso a estrada, a Defesa Civil e a Secretaria de Infraestrutura tratarão do tema.

Na ocasião, o Deputado Francisco Limma lembrou o marco regulatório que foi aprovado na Assembleia Legislativa do estado que estabelece a Política Estadual de Direitos para as Populações Atingidas por Barragens no Estado do Piauí, construída junto ao MAB e que seguirá para aprovação no plenário. 

“Nesse momento difícil que passamos no Brasil, é fundamental realizar o trabalho de base na construção de um país soberano e alimentar, com distribuição da riqueza e na construção de um projeto energético popular junto com o povo, além de lutar por melhorias nas comunidades, visando o fortalecimento da população e enfrentamento para esse momento de crise, pois só a luta muda a vida, e trás conquista.” Charles Freitas, militante da coordenação do MAB no Piauí ressalta.

E relata ainda “Para a região de Campo Maior, com um pouco das demandas que foram conquistadas na audiência, vamos alavancar ainda mais o trabalho de qualidade junto às famílias, no fortalecimento da agricultura familiar e na geração de renda para essa população. Só temos a agradecer ao Governo do Estado por ter atendido a nossa demanda, mesmo sabendo que ainda falta muito a ser conquistado para as regiões atingidas do Piauí.”

As famílias seguem mobilizadas e discutindo nas comunidade as demandas apresentadas.

Conteúdos relacionados
| Publicado 26/04/2021 por Coletivo de Comunicação MAB PI

Rio Parnaíba vira alvo da construção de novas hidrelétricas no Maranhão e Piauí

Grandes empresas retomam projetos hidrelétricos no rio Parnaíba; atingidos se organizam nas comunidades para lutar contra as barragens

| Publicado 27/12/2021 por Coletivo de Comunicação MAB PI

APÓS LUTA DOS ATINGIDOS DO PIAUÍ, POLÍTICA ESTADUAL DE DIREITOS DAS POPULAÇÕES ATINGIDAS POR BARRAGENS É APROVADA NA ASSEMBLEIA LEGISLATIVA DO ESTADO

Vitória na aprovação da PEAB representa grande avanço no estabelecimento de um marco regulatório para coibir a violação de direitos humanos praticada sistematicamente por grandes empreendimentos

| Publicado 20/12/2021 por Coletivo de Comunicação MAB BA

COMUNIDADES RIBEIRINHAS DO OESTE DA BAHIA REALIZAM ATO CONTRA A UHE VEREDAS, PROJETO DA EMPRESA HY BRAZIL ENERGIA

Empresa de energia enfrenta resistência popular em relação ao projeto de hidrelétrica que pretende construir no Rio Formoso