Querida menina

Uma carta de solidariedade e carinho a menina de 10 anos que era estuprada pelo tio desde os 6 e precisou fazer um aborto. Estamos em luta por e com você

Querida menina,

Nós não vamos dizer seu nome. Vamos guardá-lo como quem protege e cuida de algo muito, muito precioso. Pois é isso que você é: um ser humano com toda a potencia de liberdade que um coração pode levar adiante. Alguém como todas nós.

Não, não queremos que essa carta chegue até você agora. Queremos que seja cuidada com calma e candura e lide com tudo a seu tempo. Mas, ainda assim, escrevemos. Escrevemos com os olhos transbordando para extravasar a vontade de te dizer: “ei, você é importante”. A vontade de que, de alguma forma, essa pequena frase atravesse a aridez do deserto que estamos vivendo e te encontre. E cuide de você. E te ajude a saber que não, não foi merecido.

Muitas de nós revisitamos uma dor ao ver sua história e escrevemos para encontrar, não só você, mas também cada uma de nós que se viu em você. E dizemos a cada uma: “ei, você importa” e “isso não te define”.

Queremos que você vingue, menina, para além da dor. E cresça, imensa e altiva. Amando seu corpo. E vendo mulheres fortes. No chão de um país que te mereça. Em um país que empenhe todas suas forças, recursos, energias em ensinar seus meninos a não violentar; um país que cultive a liberdade de suas meninas; um país que zele por cada erê.

Sabemos que esse país precisa ser construído e que a monstruosidade do patriarcado rosna cada vez mais alto. Essa carta é um desejo, menina. Mas também é uma promessa: não seremos interrompidas ou definidas pela violência que nos atravessa. Nós, mulheres, construiremos esse país. Esse é nosso projeto e nosso apaixonado compromisso político. Para você, reservamos o cuidado, o carinho. Para eles temos o direito à revolta e à rebeldia. E aqui estamos, milhões de mulheres organizadas. Até que todas sejamos livres.

Com carinho,

Nós, mulheres organizadas do 8M Popular/Frente Brasil Popular de MG.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 20/08/2020 por Coletivo de Comunicação MAB MG

Vale recusa nova reunião com atingidos de Antônio Pereira, em Ouro Preto (MG)

Atingidos pela barragem Doutor denunciam que a mineradora toma decisões sem consultar a comunidade e não informa e nem responde questionamentos da população

| Publicado 10/07/2020

Em MG, plenária ‘Fora Bolsonaro’ fortalece luta contra presidente mais impopular da história do país

A 2ª Plenária estadual da Frente Brasil Popular de MG mais uma vez pautou o debate das privatizações no estado, o autoritarismo e o desgoverno Bolsonaro

| Publicado 29/06/2020

FBP MG realiza plenária virtual pelo Fora Bolsonaro

Próxima plenária será no dia 7 de julho, com o lançamento do documento da Frente Brasil Popular contra as privatizações