Nota de repúdio ao governador Zema de MG

Nota de repúdio ao governador de MG, Zema  Governador de Minas Gerais não paga, nem sinaliza quando vai pagar a maioria dos servidores do estado de Minas Gerais. O Movimento […]

Nota de repúdio ao governador de MG, Zema 

Governador de Minas Gerais não paga, nem sinaliza quando vai pagar a maioria dos servidores do estado de Minas Gerais.

O Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) vem a público repudiar o governador de Minas Gerais, Romeu Zema (NOVO), em excluir servidores públicos, como trabalhadores da educação, do pagamento de seus provimentos mensais, anunciado nesta segunda-feira (06). 

O governo anunciou o pagamento integral dos trabalhadores da saúde e segurança pública na próxima quinta-feira (9). Sabemos da importância destes servidores, que estão com sobrecarga de funções devido o enfrentamento da pandemia do Covid-19 no estado. No entanto, as outras categorias também precisam de seus salários e o governo não determinou sobre a escala de pagamento, deixando centenas de trabalhadores inseguros.  

Os trabalhadores da educação também passam por momentos de caos para enfrentar e superar este momento de isolamento social. Sabemos que entre estes trabalhadores estão pais, mulheres e mães chefes de família que há tempos já estão sofrendo com o descaso do governo com salários atrasados, parcelados e décimo terceiro de 2019 que ainda não receberam. 

O MAB junto a Frente Brasil Popular, exige que o governador pague os salários de todos os funcionários públicos de forma integral, pois a justificativa de que não há arrecadação do estado não é suficiente. Basta que o governo taxe a mineração, bancos, outras empresas multinacionais e grandes fortunas que o estado poderá não só pagar todo o funcionalismo em dia, como garantir o combate ao coronavírus e as políticas econômicas que possibilitem a redução da crise de saúde pela qual estamos passando. 

Neste momento, é necessário que todos os trabalhadores fiquem em isolamento social para que o país não passe pelo caos de mortes, como países da Europa, Estados Unidos e China. Romeu Zema, garanta o pague os funcionários públicos, quite os décimos terceiros e governe para o povo mineiro e não para empresários. 

Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB Brasil

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 06/04/2020

Plataforma Operária e Camponesa da Água e Energia: medidas necessárias em tempos de pandemia

A Plataforma Operária e Camponesa da Água e Energia (POCAE) lançou documento nessa semana com propostas de medidas emergenciais e populares para o enfrentamento da pandemia do COVID-19 no Brasil.