Nota de solidariedade aos trabalhadores da Celpa/PA

Nos últimos dias os trabalhadores e trabalhadoras da empresa de distribuição de energia elétrica no estado do Pará, a Celpa foram surpreendidos por um Plano de Demissão Voluntária de 564 […]

Nos últimos dias os trabalhadores e trabalhadoras da empresa de distribuição de energia elétrica no estado do Pará, a Celpa foram surpreendidos por um Plano de Demissão Voluntária de 564 pessoas adotado pela nova controladora da empresa, a Equatorial Energia. Essa medida é mais uma das diversas medidas adotadas por essa e demais empresas do setor elétrico, a fim de garantirem maiores taxas de lucro para seus acionistas, e consequentemente, a piora nos serviços prestados, a elevação das tarifas de energia e o descaso para com a população.

Nós do Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) nos solidarizamos aos trabalhadores do setor, pois sabemos que essa medida desempregará pais e mães de famílias no estado do Pará e prejudicará os serviços para a população paraense, que já vem sofrendo com o descaso dessa empresa há muito tempo. Se essa medida se efetivar, a situação tende a pior ainda mais.  Além disso, mesmo com a redução da tarifa de energia adotada por parte do governo federal, no estado do Pará a cada mês que se passa a tarifa é cada vez mais cara. 

Repudiamos a atitude da empresa privada Equatorial Energia de demissão dos trabalhadores e conclamamos toda a população para se solidarizar e não permitir que haja esse plano de demissão em massa, que certamente afetará o conjunto da sociedade paraense.

Água e Energia com soberania, distribuição da riqueza e controle popular.

 

Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB)

Levante Popular da Juventude

Movimento Sem Terra