Atingidas por barragens iniciam jornada no Vale do São Francisco

Desde o dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, as atingidas por barragens estão mobilizadas em cinco cidades da região do Submédio São Francisco: Santa Maria de Boa Vista […]

Desde o dia 8 de março, Dia Internacional da Mulher, as atingidas por barragens estão mobilizadas em cinco cidades da região do Submédio São Francisco: Santa Maria de Boa Vista – PE, Orocó – PE, Curaçá – BA, Sobradinho e Sento Sé – BA. Estes encontros são mais uma ferramenta de fortalecimento das mulheres no processo organizativo, além de fazer parte da Jornada de Lutas que o Movimento dos Atingidos por Barragens (MAB) organiza em diversos estados do país, próximo ao dia 14 de março, Dia internacional de luta contra as barragens, pelos rios, pela água e pela vida.

O principal objetivo dos encontros é debater a importância da mulher e seu protagonismo na organização do movimento.  Para a coordenadora regional do MAB, Marta Rodrigues, a importância das mulheres é perceptível em todas as ações do MAB, na resistência às barragens, na luta por direitos e nos processos de organização dos atingidos desde os grupos de base até a coordenação política do movimento. “O empoderamento da mulher atingida é um salto de qualidade na organização e no fortalecimento da luta para a criação da política nacional de direito dos atingidos”, concluiu Marta.

Para Dona Hildelita, atingida pela barragem de Sobradinho, as mulheres atingidas vivem um momento muito importante.  “Eu digo que este é um momento histórico e importante, porque se no período que fomos expulsas de nossas terras e da beira do rio tivéssemos a oportunidade de nos organizar não teríamos passado por tanto sofrimento, mas agora temos a oportunidade de nos organizar enquanto mulheres e como atingidas e isso fortalece a nossa luta, possibilitando avanços em nossas demandas e na nossa pauta pelos direitos, porque o sofrimento dos atingidos de Sobradinho é histórico.”

As ações da Jornada de Lutas do dia 14 de março seguem na região do São Francisco e nas demais regiões do Brasil até o próximo dia 15 de março.