No RS, camponeses protestam por investimentos

Da Página do MST Centenas de camponeses ligados à Via Campesina protestam nesta quarta-feira (26/5) em todo o Rio Grande do Sul por mais investimentos do governo federal na agricultura […]

Da Página do MST

Centenas de camponeses ligados à Via Campesina protestam nesta quarta-feira (26/5) em todo o Rio Grande do Sul por mais investimentos do governo federal na agricultura camponesa. Bloqueios de rodovias e protestos integram as mobilizações, que ocorrem em Canguçu (na Região Sul), Santa Cruz do Sul (Vale do Rio Pardo) e Iraí, na divisa com Santa Catarina (confira os locais no final no texto).

Os pequenos agricultores, atingidos por barragens e assentados da reforma agrária exigem rebate de até R$ 10 mil nas dívidas. A agricultura camponesa, que produz 70% da comida que é consumida pelo brasileiro e emprega 74,4% da mão-de-obra no campo, não consegue renegociar sua dívida junto ao governo federal. Já o agronegócio, que deve um valor muito superior ao da pequena agricultura, ganha benefícios do governo federal.

Os agricultores também reivindicam a criação de uma linha de crédito subsidiado para produção de alimentos saudáveis aos agricultores e assentados que fizerem a preservação ambiental; pagamento por serviço ambiental.
Além disso, mudanças na legislação sanitária a fim de beneficiar a comercialização dos produtos da agricultura camponesa; a reforma agrária e o assentamento de todas as famílias sem terra e no país.