Nota de Pesar pelo falecimento de Dona Nete

Movimento dos Atingidos por Barragens se solidariza com familiares de Ivonete Panjota, militante do Movimento que faleceu nesse 01 de novembro

É com muito pesar que o Movimento dos Atingidos por Barragens – MAB/AP vem através dessa nota se solidarizar com a família e amigos de dona Raimunda Ivonete de Melo Pantoja, a nossa querida dona Nete como era conhecida por todos. Recebemos essa triste notícia de que no dia 01 de novembro veio a falecer, deixando esposo (Nena) e filhos.

Dona Nete era pescadora, moradora de Porto Grande e atingida pela UHE Cachoeira Caldeirão. Foi em sua residência que o MAB/AP se reuniu pela primeira vez para debater sobre os direitos do atingidos de Porto Grande. Desde então, ela sempre esteve na luta por direitos das famílias atingidas pela barragem. Participou ativamente dos principais atos do MAB, construindo mobilizações e a luta diária dentro da comunidade no que era possível.

Expressamos nossos sentimentos pela sua partida com a certeza que nos deu o melhor de si em todos os momentos em que estivemos juntos.

Conteúdos relacionados
| Publicado 03/07/2020 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Trabalhadores conquistam continuidade na isenção da Tarifa Social de Energia

Governo Federal anuncia a prorrogação da Medida Provisória 950/20 por mais 60 dias

| Publicado 11/06/2020

Atingidos distribuem mais de 500 cestas básicas no Amapá



O MAB no Amapá vem organizando as comunidades atingidas e lutando por reconhecimento de direitos e compensações, pelas mortes de peixes consequências dos empreendimentos hidrelétricos no rio Araguari, no município de Ferreira Gomes

| Publicado 11/06/2020

Lutar não é crime: atingidos e atingidas em defesa dos direitos humanos!

Decisão obtida pela Vale determina proibição de manifestações nas vias de acesso à Brumadinho

| Publicado 04/11/2021 por Movimento dos Atingidos por Barragens

Nota do MAB | Bacia Rio Doce: 6 anos depois, atingidos continuam em luta por justiça

Após seis anos do rompimento da barragem da Samarco, controlada pela Vale e pela BHP Billiton, em Mariana (MG), atingidos cobram construção de moradias devastadas, remoção do rejeito dos rios e responsabilização criminal dos envolvidos.

| Publicado 02/12/2021 por Observatório Rio Doce

Nota Observatório Rio Doce | Movimentos sociais e assessorias técnicas estão sendo criminalizadas

Entidades que integram Observatório repudiam a perseguição política contra o MAB e as assessorias técnicas independentes, que estão sendo impedidas de realizar seu trabalho na Bacia do Rio Doce

| Publicado 21/08/2021 por Coletivo de Comunicação MAB MG

NOTA | Novo acordo no Rio Doce e seus reflexos no Espírito Santo – justiça e participação

MAB participa de audiência na Assembleia Legislativa do ES para discutir repactuação do Rio Doce e Política de Atingidos por Barragens